03 fevereiro 2016

Resenha: A Teoria de Tudo


Oi, gente. Tudo bem? Mais uma resenha de filme pra vocês, desta vez sobre o filme A Teoria de Tudo. Assisti recentemente esse filme que estava na minha lista de "Filmes para assistir até o final de Janeiro" (sim, fiz uma lista de filmes para ver até o final do mês, uma de livros para ler e outra de roupas para comprar até o final do mês) e amei muito o filme, aliás, as últimas resenhas de filme que ando postando são todas positivas, mas enfim, o filme é lindo e conta a história de Stephen Hawking, que é um físico teórico nascido na década de 40, vivo até hoje. Stephen é interpretado por Eddie Redmayne que foi indicado e vencedor de um Oscar de melhor ator por sua interpretação nesse filme.
O filme conta a história de Hawking desde sua fase da faculdade, onde era um excelente estudante apesar do seu constante atraso para as aulas. Ainda no começo do filme, ele conhece uma garota e se apaixona, apesar das suas diferentes áreas de estudo. Com o passar do tempo, por um acidente, ele adquire os problemas musculares que tem até hoje e mesmo assim, Jane não sai de seu lado.
O decorrer do filme é basicamente como suas funções foram caindo e como ele manteve sua mente trabalhando, como continuou estudando e criando teorias novas para o mundo da física e como fez a diferença nessa área. Paralelo a parte científica, o filme também aborda seu casamento com Jane e as conturbações desse relacionamento quando Jane aceita ajuda de um homem da igreja para cuidar de Stephen, e também aborda sua relação com sua "cuidadora" especial, já mais no final do filme.

Achei o filme maravilhoso, confesso que demorei muito para me dispor para assistir já que ouvi pessoas comentarem que choraram durante o filme inteiro e particularmente, tem dias que não estou afim de chorar hahaha. Mas para minha surpresa, não chorei como as pessoas disseram (talvez porque meu emocional estava ok e não tão chorona hahaha) e achei o filme maravilhoso! Fiquei ansiosa para ver as próximas cenas, para ver o desfecho do romance deles, para saber qual teoria Stephen ia criar, e também para entendê-las; esse filme reavivou uma certa curiosidade sobre os temas tratados nele, sobre buracos negros, como o universo surgiu e coisas assim, apesar de eu não entender nada dessas coisas, sou muito curiosa e gosto muito desses assuntos, admiro pessoas que trabalham com isso e talvez por isso gostei tanto do filme. Recomendo que assistam o filme, seja com seus pais, namorado, avós ou só você mesmo, é um filme sem restrições, muito tocante e inspirador!

Espero muito que assistam o filme e aproveitem,
beijos e até a próxima!
0

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Copyright 2015 - Rosa Brasileira - Todos os direitos reservados.