24 dezembro 2015

Resenha: About Time

Oi, gente! Tudo bem? Esses dias assisti o filme About Time (estou numa fase de ver um filme novo a cada noite) indicado por um amigo meu meeega cinéfolo. Adorei o filme, indico SUPER pra todo mundo, até para aqueles que não curtem muito comédia romântica, até porque ele não é como os outros e já vou explicar por quê.
O filme começa com o protagonista em sua cidade natal, na noite de ano novo, quando, no dia seguinte, seu pai te chama para anunciar que os homens de sua família tem o poder de viajar no tempo e que ele agora era capaz de fazer isso, pois acabara de completar seus 21 anos. Como qualquer pessoa sã, ele não acredita no que seu pai disse, mas vai tentar voltar no tempo, seguindo os conselhos de seu pai sobre como fazer isso. Após constatar que de fato, ele poderia voltar no tempo, ele recomeça várias situações de sua vida e assim o filme vai, até o dia em que ele se muda para Londres e começa a advogar, mas com o intuito principal de encontrar uma namorada e ele encontra! Porém, após voltar no tempo por um detalhe, não se toca que perdeu a chance de conhece-lá e agora não a conhece mais, tendo que se desdobrar para fazê-lá gostar dele. Depois de um tempo juntos, eles se casam e várias coisas vão acontecendo, porém, a morte de seu pai está próxima e ele não quer perdê-lo, assim, ele volta no tempo várias vezes e assim vai, até o inevitável.

O que eu achei?

O filme é incrível! Me fez sentir todas as emoções possíveis, me fez rir, sentir raiva e até chorar, aliás, chorar muito! O filme me fez perceber certas coisas sobre a vida, me fez ver meus dias com novos olhos e tentar achar, ainda com mais força, coisas boas em tudo o que acontece. Sendo uma comédia romântica, o filme me surpreendeu demais pois saiu do óbvio e foi muito além do que apenas um casal e situações constrangedoras, ele explora o sentido da vida e o que fazemos dela. Simplesmente sensacional, brilhante! Ah! E para quem acha que esse filme se assemelha à Click, saiba que está muito enganado, apesar deles terem itens parecidos, eles nós provocam sensações diferentes com diferentes mensagens, porém, ambos são bons e nos rendem boas risadas (e pra quem é manteiga, igual eu, muitos choros também!). Enfim, recomendo fortemente esse filme para todo mundo, todos devem parar um tempinho e assisti-ló, para, além de se divertir, refletir um pouco sobre o sentido da vida e de como estamos vivendo-a! Um ótimo filme para se ver nessa véspera de Natal e aproveitar ainda mais esta data linda que, muitas vezes, nos reunimos com pessoas que vemos raramente mas que gostamos muito!

Agora é só preparar a pipoca e se jogar nesse filmaço!
Espero que assistam e tenham gostado da dica,
beijos!
0

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Copyright 2015 - Rosa Brasileira - Todos os direitos reservados.